segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Ah, o Halloween!



Antigamente, no tempo em que eu própria era uma criança, o Halloween era um dia giro porque podia-se fazer umas coisas diferentes na escola. Enfeitava-se o polivalente, estudava-se a tradição em si, acho até que havia uma festa qualquer, mas como aquilo não dava para nos esticarmos muito, não sei bem se lhe poderemos chamar assim.
Agora já não é bem assim. Não sei se é um mal da minha escola, mas o raio do filha da puta da merda do Halloween é só uma parvoeira absolutamente inútil e capaz de levar uma pessoa apologista da disciplina (for instance...ME!) ao absoluto ensandecimento. Não bastava uma pessoa ter reuniões 3 vezes por semana (ainda não sei se terá subido a fasquia para mais duas, assim como assim, a semana tem 7 dias...), ainda tem que ser agendada MAIS uma para planificar o filho da puta do Halloween. Halloween que fica tão bem planificado e é depois tão bem leccionado que, na merda do baile de Halloween, aparecem umas cachopas de mama ao léu e pontas das nalgas de fora a abarrotar de eyeliner dos chineses.
Chocolate, preciso de chocolate.

2 comentários:

Kitty * disse...

Mas o Halloween não é só no fim do mês? :)

Rita disse...

Ó Mariazinha! Eu acho que não sou assim taaaaaaão mais velha que tu e no meu tempo não havia porra de Halloween nenhum (thank God!).
Jokas