terça-feira, 9 de novembro de 2010

Não querem lá ver esta merda...


- Mas se te portas bem comigo, não percebo por que não te portas bem com a outra professora...

Silêncio.

- Vá, pensem lá, porquê!

- Por que...-diz a miúda que veio transferida há oito dias.

- Diz lá, S., diz lá.

- Eu acho que é só por ter medo da professora.

- MEDO DE MIM??? Mas, então mas porquê??

- Pronto, já não vamos ter intervalo.(ser lá do fundo)



Mariazinha, a trámatizar gaiatos desde 2005.

10 comentários:

teardrop disse...

É bom sinal, é sinal que te respeitam! :)

Miss B-Beautiful disse...

Assim é que é! É para o bem deles.

Lilith disse...

Lol, o medo traz respeito :)

Só uma perguntinha de português, sendo tu professora (de inglês, não é?)... porque é que separas o "porque"? "Por que" em vez de "porque". É que no diálogo que descreveste, nenhum desses "porque" deveria estar separado. Sou um bocado paranóica com este tipo de coisa e cheguei a ter muitas discussões com um ex-namorado meu por causa de erros assim lol. E, geralmente, comprovava-se que eu tinha razão ^.^ (desculpa lá, não quis vir para aqui corrigir-te, mas de facto vejo muito este tipo de coisa, até em legendas de filmes e tudo, e gostava de saber porque é que anda tanta gente enganada!)

Maria do Consultório disse...

Pessoal:

Atenção que eu sou uma jóia! Não pensem que ando para aí a dar caneladas à cachopada!

Lilith:

Ora bem, usas separado quando o seu sentido é de "qual o motivo" ou "qual a razão", além dessa situação tens a questão do início de uma frase com sentido causal. Por exemplo, explico aos meus alunos que uma resposta não se inicia por "porque" a não ser que o separem, visto ter o sentido causal.
Assim, ou ando enganada há uma porrada de tempo, ou então não sei...uma vez que as duas vezes que usei respeitam esta regra.
Am I right?

Lilith disse...

A mim sempre me ensinaram o contrário. Só se separa o "porque" quando estão lá as palavras "motivo" ou "razão", como eu "por que motivo/razão", porque aqui pode ser substituído por "por QUAL motivo/razão".

Inclusive, quando andei às cabeçadas com o meu ex-namorado sobre este tema, esclareci a dúvida com a minha professora de Francês da altura, que também dava aulas de Português, e ela confirmou que era como eu dizia. A palavra "porque" é usada inteira, sempre, a não ser nas situações que referi. E só costumo ver erros deste tipo em legendas de filmes e em coisas que leio na net, porque nos livros de autores portugueses a regra que eu conheço é respeitada. Nos livros de autores estrangeiros que são traduzidos é que às vezes se vêem estas separações da palavra "porque", penso eu por serem traduzidos por pessoas que também foram ensinadas da mesma forma que tu...

Acho que era uma questão a investigar. Gosto de escrever as coisas correctamente (que se lixe o acordo ortográfico lol), por isso também tinha interesse em ver esta questão esclarecida.

HzoLio disse...

Vejam lá se se safam por aqui...

http://emportuguescorrecto.blogs.sapo.pt/


Divirtam-se!!! XD

arta disse...

Também aprendi como a Lilith...e é sempre assim que faço....uso o porque quando se pretende justificar algo....tipo : " Por que razão estás triste? Estou triste porque ....."

Lilith disse...

Exacto, arta. Também poderia ser "Porque estás triste? Estou triste porque..."

Só se separa quando se usam as palavras motivo/razão ou outra do género, como no exemplo que deste, pois o "que" poderia ser substituído pelo "qual". Apesar de não fazer muito sentido, compreende-se. "Por qual razão estás triste?" sempre faz mais algum sentido do que "Por qual estás triste?", digo eu.

Lilith disse...

http://embomportugues.blogs.sapo.pt/arquivo/2005_05.html

Ana Leonor disse...

Descobri hoje o teu blog por acaso e já estou farta de rir com isto... bem haja! :D