sábado, 19 de abril de 2008

Apetece-me dizer asneiras parte 294 do ano de 2008

Hoje acordei, e acho que a primeira frase que me saiu da boca foi vou ali arranhar a porta para moer os gatos, assim como assim eles fizeram o mesmo a noite toda. Desde aí até agora, tudo me corre mal.
No espaço de 8km, e 15 minutos, nasceu-me um evereste no queixo, apercebi-me que devia ter feito alguma coisinha às olheiras e comecei a sentir o nariz a pingar. Uma manhã de sábado em grande.
Entretanto, e para não me habituar mal, o gajo que adormece e acorda comigo foi para a formação e eu fiquei entregue à borbulha, ao trabalho da formação e a uma gata carente. A televisão não ligava (estava na casa de amigos, sem amigos em casa), a gata fitava-me como que a chamar-me atrasada mental, e ali fiquei eu, a controlar uma explosão de raiva agarrada ao comando. Em cima da mesa estava o computador, respirei fundo e pensei que mais valia escrever qualquer baboseira enquanto rezava aos santinhos que alguém estivesse no messenger. Ora, o computador ligou sem stresses, a gata foi dormir para o sofá, havia gente no messenger (já agora, GET A LIFE!)em suma, tudo me corria bem! Depois tentei escrever e percebi que o cabrão do teclado está em francês. Língua do demo...Desisti do computador, do post cheio de conteúdo (pois, pois) e da conversa aparvalhada de sábado de manhã no messenger.
Há dias do camandro, no meu caso há décadas do camandro. Mas adiante, que eu cá sou rija.
Era já meio dia, e tendo já meio texto feito, lá descobri o botão da extensão...A gata não me engana, ela riu-se. Parva. Para a próxima não te limpo o areão a ver como te safas.
Nisto, o homem vem almoçar, a destilar veneno sobre as parvas das gajas, geeks do catano que não se calam e que nos obrigam a estar ali armados em parvos a falar de cenas parvas. Muito gosta ele de adjectivar as coisas desta maneira...
Rissóis fritos, arroz cozido, lá fico eu entregue a um filme que não percebi, mas que muito me esforcei por perceber. Metia a Binoche e o Gere, mas fico-me por aí.
Agora, acabei de escrever o texto e quando o estou a lançar na plataforma, a net foi abaixo e fiquei sem trabalho. Vou cortar os pulsos.

13 comentários:

Marta disse...

Não faças isso...
O tempo não tarda deve melhorar :)
LOL

Bjs e bom fim-de-semana

Dina disse...

Nunca ouviste falar em ir salvando o que vais escrevendo?? Pelo menos não perdes tudo...
Quanto ao filme concordo contigo, é demasiado complexo para passar numa tarde de sábado.

MCA disse...

Não tá famoso... (constatação do facto, sou bué inteligente han? :p ok, foi pa te fazer rir :))
Força!
Beijokas!!

Lisa's mau feitio disse...

Mary, minha querida,

um beijinho enorme!
Força!
Merecem o mundo!

Também gosto muito de ti, minha linda.

:)

Lisa

(parece que andamos pelo mesmo mau olhado, credo...)

Maga disse...

calma maria! afinal é só mais um fim de semana...
amanhã é segunda feira e algo me diz que não te vais sentir melhor...

Pearl disse...

LOLOLOL
Há dias assim... respira fundo... não resultou?? ok... continua a respirar, isso é que é importante!!
;o)))***

Azul disse...

ehehehehhehhheh, QUASE que consegues ser tão azarada como eu!!!!

Thunderlady disse...

Queres trocar comigo?

Nem avisas que ias cortar os pulsos. Cortavas logo e quem viesse a seguir que limpasse.

Uma boa semana, já agora...

wednesday disse...

Tem calma... Ias à rua e respiravas. Eu também comecei a ver esse filme e achei também estranho. Já nem o apanhei desde início e depois achei que ir fazer limpezas era mais produtivo.

elvira carvalho disse...

Estou vendo que foi uma semana de truz, que culminou num sábado muito divertido.
Desejo que as coisas voltem logo a ser melhores que ninguém merece, um dia assim.
Um abraço

elvira carvalho disse...

Estou convocando os amigos para uma passagem pelo Sexta-feira, no próximo dia 24 de Abril. Se tiver um bocadinho, ficar-lhe-ia muito grata.
Um abraço

alguém+ neste mar de gente disse...

lol esse fantástico filme... no príncipio prometia! mas o esforço em lhe encontrar graça foi maior que a compreensão do mesmo.

Dina disse...

Já cortaste os pulsos?
Já limpaste a sujeira toda que isso deve ter feito?
Ainda tens um Evereste?