segunda-feira, 9 de março de 2009

A um passo do abismo doméstico


Já várias vezes mencionei que aos poucos está a operar-se em mim uma metamorfose em dona-de-casa exemplar. Há coisas que nos ficam da nossa infância, a mim ficou-me o abanar de cabeça desesperado da minha mãe e da minha avó, de cada vez que eu tentava fazer qualquer coisa na cozinha ou na costura. Costura continua a ser uma coisa que abomino, bordados e não sei quê nunca dominei, apesar de ter levado as férias de Verão da 4ª classe a fazer crochet. Sempre considerei estas coisas pouco apetecíveis, o que eu gostava mesmo era de andar de volta dos cães, dos gatos, das galinhas, dos pombos...A cozinha também não era o meu forte, principalmente por querer começar por coisas difíceis. A minha primeira receita foram crepes de chocolate. Os crepes pareciam costeletas do cachaço e o molho estava amarguíssimo. Lembro-me de ter posto os crepes no frigorífico para dar ao meu pai de sobremesa e daquela porcaria ter escorrido até aos legumes e ter havido chocolate um poucopor todo o lado. Como na altura a psicologia era pouca, a minha mãe deu-me um ralhete, a minha avó riu-se, o meu irmão gozou-me e só o meu pai (bastante parecido comigo na megalomania) provou e abanou a cabeça em aprovação, enquanto mastigava e mastigava a ganhar coragem para engolir aquela bodega. O meu pai é o maior e tem um estômago que sim senhores.

Mas isto tudo porquê? Ora por que eu acho que finalmente estou a começar a cozinhar como a minha mãe e já não faço só massas e bifes. Já me aventuro a cozinhar aqueles pratos que só a mãe é que faz bem. E mais! Este fim-de-semana lavei umas 5 máquinas de roupa e só faltava ir para a rua cantar the hills are alive with the sound of music. Mais um bocadinho e começo a bordar...SAVE ME FROM MYSELF!

6 comentários:

elvira carvalho disse...

Ora daqui a pouco deixa o consultório, e põe uma casinha toda catita de blog. E com uma mesa bem recheada para as visitas... eheheh... vou gostar de ver!.
Um abraço

Flávio disse...

Já te lixaste! Agora não tens desculpas para não servir uma special meal quando aí for. Ou não. Contento-me com o que o V fizer!!! Beijos

Pedro disse...

Esta é a crónica do dia da mulher ou... Ah, pronto, está bem...

Formiguinha disse...

Ai melher!!!

Vá lá... trouxeste luz ao meu dia.... Já não sou a única, imagina que eu agora até vou à praça ao Sábado comprar peixe... já sei fazer carapaus fritos... caldeirada...

E até caldo ver já fiz... tudo "coisas de mãe".

Bêjos

mamã' riba disse...

Deixa lá, acontece a todas mais cedo ou mais tarde. A mim agora dá-me para os doces (nunca fui gulosa) e até já pesquiso receitas na net!!!
Mas para não te sentires tão housewife, uma vez por semana faz o belo do ovo estrelado com batatas fritas de pacote ou compra comida congelada. Go wilde, girl!

Safira disse...

Tens é de arranjar os sete putos van Trapp e ir para um monte para dar mais intensidade à tua emoção. Mas parece-me bem :)