sábado, 5 de setembro de 2009



Assim de repente, de cada vez que começam a falar da beiçuda da Manéla, vem-me logo à ideia que a liberdade de expressão foi-se e que o Sócrates devia levar uma murraça. Depois acalmo-me, retiro o vinil do Zeca, e rio-me porque já não havia pachorra para aquela mulher.


E o pedido de desculpas do senhor aos professores pela falta de delicadeza? Foi tão fofo e tresandou tanto a BULLSHIT!


É assim a vida, é assim Portugal. Ele é Ronaldo, ele é Freeports, ele é Dias Loureiro, ele é Manéla a ser afastadinha da sua cadeirinha de pivot...Ainda eu dizia que queria emigrar! Quem me tira estas polémicas de abertura de telejornais tira-me tudo. Se eu fosse para um país desenvolvido não poderia ter um blog. Olha se eu fosse para a Dinamarca...aqueles gajos não sabem sequer ser malvados futebolísticamente. Ah e tal, se apanhármozzz o cabrón do Ronáldezzz dámozzz-lhe tántá pórráda que desfazémos o estupóoorrrr. Pfff...o que é isto ao pé de uma actuação dos Super-Dragões? Nada. Uma coisa de meninos.


Ontem, por exemplo, li num cartaz do Moita Flores que dizia: As nossas crianças já não passam frio!


Digam-me lá se isto era possível na Dinamarca? Pois tá claro que não. Valha-nos esta liberdade trintona que temos. Essa gente que não viveu em ditadura não sabe o que perdeu.

2 comentários:

elvira carvalho disse...

Se eu percebesse alguma coisa de politica diria que andam todos a ver se nos dão um diploma especial. O da estupidez. Mas como eu não percebo nada de política...
Quanto à Manela, pois agora fiquei com menos um problema. O de ter que evitar cair na TVI na hora dela...
Um abraço e bom fim de semana

Pedro disse...

Mal ou mal, ela expressava-se. E tenho ideia que era uma coisa boa.