quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Ainda vocês acham estranho que eu veja a Praça da Alegria...

"Batista, és a razão do meu viver".

Aquelas mensagens maravilhosas que passam em rodapé, têm o condão de imprimir a parvoíce necessária no meu dia.
E esta merece, Batista, amo-te bués, és a razão da minha vida, só não sei o teu nome próprio. Pormenores...

8 comentários:

Azul disse...

aaaaaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh, se calhar o gaijo chama-se Batista Batista ou assim!!!
E olha lá: " paraça" ?!?
Tás maluca ou foi de propósito?

O renascer da Fenix disse...

Todos nós necessitamos da nossa dose diária de parvoíce, felizmente em Portugal o que não faltam é fornecedores... Como é que ninguém pensou em começarmos a exportar parvoíce... ai..ai...somos mesmos parvos. eheheheh.

Bellatrix disse...

no amor, os nomes não são importantes.. não aprendeste isso?
bjinhos

(eu tou a ver os desenhos animados da 2... apetece-me)

dualidades np disse...

É o país real!! O que dá vitórias ao Zé Maria e o Castelo Branco nos realitys da TVI!
Às vezes preferia que o D. Sancho II não tivesse passado por Elvas...
Bejos

Luazinha disse...

No amor tudo é permitido... eu as vezes chamo o meu pela alcunha de puto... tb é bonito ora essa!!
E romantico...deveras!!

White_Fox disse...

Então e a dos combatentes de guerra a marcarem almoços? Só rir!
Quanto a essa senhora, deve de ter gostado msm da queca que deu com o tal Batista...

O Livreiro disse...

Tens de mandar uma assim ao eskisito, eh eh eh.

Beijo

Ps. mas tu persegues-me, ah????

Rita disse...

Então e depois? Até aposto que também não sabes o primeiro nome do Eskisito. Agora apanhei-te, de certeza que pensavas que era Eskisito...
Jokas