domingo, 30 de setembro de 2007

Guiada pela mão com a carteira eu vou!

Vou abrir aqui um parêntesis no "mortal combat" cá de casa para exteriorizar uma coisinha que me anda a fazer fernicoques desde ontem.
O assunto é simples. A nova igreja de Fátima está então a ser concluída e custou a módica quantia de 80 milhões de euros. Milhões estes que saíram dos cofres do Santuário que, como sabem, se enchem dia a dia com o dinheiro dos peregrinos, crentes, whatever...
Ontem, eram umas 8 da noite e estava o senhor bispo qualquer-coisa a dizer que não pediu dinheiro ao estado para construir a igreja em questão porque o dinheiro usado no pagamento da obra era proveniente do dinheiro das ofertas dos peregrinos.
Ok. Na boa. O senhor tem razão. Escusam de andar para aí a dizer que Fátima mexe milhões porque não têm nada a ver com isso. Lembra-me aquele raciocínio-brilhante!- do puto do meu bairro que era dono da bola- sempre o mais birrento- e que assim que lhe chamavam "parvalhão" agarrava na bola e ia para casa a remungar que a bola era dele e que agora mais ninguém brincava.
Pode até nem parecer mas eu fui educada por freiras, no seio de uma família católica (pouco praticante), fiz a 1ª Comunhão, o Crisma...tudo e tudo. Até que ganhei um cérebro e decidi começar a pensar por mim própria e deixei de bater com a mão no peito. É por conhecer a igreja, os homens e mulheres dessa igreja e ter a minha própria fé (muito própria por sinal...) que me enraivece esta ostentação pequeno-burguesa desta igreja com "i" minúsculo porque não passa disso mesmo.
"Rezai pela fome", "Rezai pelo fim da pobreza", "Rezai pelo fim do analfabetismo"...blá blá,blá!
Então eu vou-me pôr a rezar para que me apareça uma nota de 500 euros à frente e escuso de mexer o rabo do sofá para trabalhar.
Com esses MILHÕES todos que o senhor bispo se orgulha de dizer que não pediu a ninguém, não teria sido bem mais benéfico criar programas efectivos contra a pobreza, lares de acolhimento para crianças em risco, ou para mulheres maltratadas, ou até para idosos que se encontram sozinhos entregues à sorte? Quantas PESSOAS beneficiariam com esse dinheiro?
Se bem me lembro Deus repudiou a ostentação...mas isso é outra história...
Se nós somos essa igreja eu não faço parte dela.

18 comentários:

Jorge disse...

O dinheiro devia ter sido usado a fazer aquilo que é apregoado nas missas.
("Médico cura-te a ti mesmo."- A Igreja devia fazer uma introspecção!)

Batz disse...

Eu bem me ponho a parte do que esses tipos da "igreja" fazem, mas tá visto que se deixou de ver muitos sem abrigo e pessoas a morrer de fome as doenças desapareceram e etc etc desde que decidiram fazer esse dito santuário... mas para que raio serve???
Bem podem os pobres continuar a rezar!

Thunderlady disse...

Muito me apetecia escrever sobre a imensa razão que tens. Mas ia alongar-me, enervar-me, etc, etc... fica só aqui a pontinha do iceberg da minha opinião que é tão simplesmente que a coluna vertebral da igreja é a hipocrisia.

Bjokas

(e essa competição, ein? como está o ambiente aí por casa?)

MiSs Detective disse...

GRANDE TEXTO MARIA!! esta gaja até fala a sério caracoles!

Dina disse...

Nem eu!

HzoLio disse...

Pois, mas isso não é a história da igrja e da fé?!

Olha novos povos, vamos colonizar os gajos porque eles são selvagens... Olha eles não querem... Mata!!!

Olha vamos deixar o povo burro, queima os livros... Não!!! Melhor... Peguem neles todos e fechem-nos em locais 'só' nossos!!!

E muito mais poderia desenrolar, mas é um temo que considero 'perigoso', para não dizer outra coisa...

Jocas

HzoLio disse...

Vai lá vai, hoje foi só gralhas na escrita... Mas acho que dá para perceber a mensagem!!! ;)

Há dias assim

Rita disse...

Querida Mariazinha, o exemplo vem de cima. Será que o Sr. Papa de nome Alemão que me causa brotoeja tem mesmo que andar calçado com sapatos Prada? Será que o seu Eminente presunto não pode calçar um qualquer outro sapatucho como qualquer um dos seus fiéis? Acho que todo o Vaticano é um atentado...
Jokas

Bellatrix disse...

hummmm... não adianta.. o tópico "igreja" apoquena-me sempre... arg...
tive um tio pdre... missionário na índia e em timor, que deixava de comer para alimentar os outros, que morreu, literalmente, pela independencia de timor... resultado: não era particularmente bem visto na igreja, porque dizia sempre o que pensavqa. Conheci uma freira, "rebegada" pela sua ordem, por ter criado uma asossiação de solidariedade social, que actulmente, apoia regularmente 600 famílias, com dinheiro, medicmentos, alimentos, roupas eentre outras coisas... Os poucos que querem fazer o bem, são maltratados, então porque não acabar logo c as ordens religiosas de vez?~já que neste momento só servem para ter colégios particulares estupidamente caros e onde só aceitam determinadas pessoas... desculpa lá ter-me esticado.. mas é um asunt que me enerva... MUITO...
beijinhos

Bellatrix disse...

(odeio este teclado.. só gralhas... arg...)

Rutinha disse...

este é um assunto que já mto me deu voltas ao estômago! e estava a ver que ninguém falava disto, que era a única a quem fazia impressão tanto dinheiro mal gasto! então interessa mais ter paredes folheadas a ouro do que ajudar quem precisa??? palavra que não compreendo...

Para sempre, Maria disse...

Pessoal:

Ainda bem que concordam comigo e ...er...não gozaram comigo e com as freiras e tal.
beijo a todos e obrigadinha pela força!

MiSs Detective disse...

eh pah tou orgulhosa de ti! ;)

HzoLio disse...

Poizé!!! Agora é que reparei...

Então a Mariazinha andou numa escola de 'pinguins'?!...

;)

Dina disse...

Ainda bem que concordam comigo e ...er...não gozaram comigo e com as freiras e tal.
Eu confesso que estive tentada a gozar com esse facto mas depois lembrei-me que também lá tinha andado, lembrei-me que no meu tempo ainda tinhamos o uniforme composto por camisa creme,saia com peito aos quadradinhos castanhos, casaco de malha castanho para o frio e um bibe às riscas castnho e branco e pensei...vou mas é ficar calada que ainda se vira o feitiço contra o feiticeiro.
As minha sfilhas deviam-me agradecer por não terem passado por semelhante experiência...

Azul disse...

o TEXTO EST� FABULOSO, maria.
Sobretudo o �ltimo paragr�fo.

Tem piada, n�o tem?

Ou � triste, n�o �?

Sinceramente nem sei como reaja perante estas realidades. E, como j� foi dito pela Rita e pelos demais, o exemplo vem de cima.

Mas como tamb�m me recordo que Deus repudiou a ostenta�o...entre outras coisas que tais.

Para sempre, Maria disse...

miss detective:

Não me digas que também andaste com as freiras às voltas!Isso é que era do caraças!
beijo

Hzolio:

MAU!
Tinhas que vir inverter a tendência!
Andei mas as freiras daquela ordem não usavam hábito preto e branco. Andavam de bege e castanho e tal...por isso a piada não se ajusta. TOMA!;)
beijo

Dina:

Isso era na altura da minha mãe...e ela passou as passas do Algarve com as freirinhas...
beijo

Azul:

Ainda bem que gostaste. Afinal de contas também me passam coisas importantes e sérias pela mona...
beijo

HzoLio disse...

Então se o hábito era castanho, podemos dizer que eram pinguins descolorados!!! :P

Vais ver que o teu gato preto, com os anos, vai ficar acastanhado... ;)