quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Cá se fazem...



Eu vivo num prédio de grunhos.


Já tive oportunidade de escrever sobre o mastronço aqui de cima, mas não pensem vocês que é só ele quem povoa os meus momentos de serial-killer. Não. Aqui há muito por onde escolher, senão vejamos.


Fui deitar fora o lixo durante a hora de almoço e o saco abre-se e fico com as escadas cheias de ossos de frango e tal... Ora, enquanto isso acontece, dei um berro, porque me asustei e julgava que me ia baldar. Convenhamos que eu ouço tudo o que se passa nas escadas quando estou em casa, agora pergunto eu, será que NINGUÉM me ouviu a berrar nas escadas, assim como o chinfrim do lixo a cair?


Também não sei porque é que me espanto com isto...Eles passam ombro com ombro e não se cumprimentam...Da mesma forma que o meu vizinho da frente viu que o meu carro estava todo revolvido e de porta aberta e não lhe ocorreu tocar à campainha e avisar...


Agora, façam de mim uma pessoa feliz, façam lá: deixem as luzes ligadas, a chave na porta, o pão na maçaneta, abram a minha correspondência e finjam que se enganaram, berrem a plenos pulmões "The hills are alive with the sounds of music"à hora de jantar, que é para vocês verem o que vos acontece.


Anda aqui uma pessoa a tentar ser boazinha e depois é isto que se vê...




ps: Não tem nada que ver com isto, mas já repararam que a nova mulher do actimel, aquela que dá aulas de informática na Universidade sénior, se chama Risete?


Risete! AHAHAHAHAHA.

12 comentários:

Dina disse...

Mas tu achas que eles são malucos? Depois ainda tinham que apanhar o lixo que tu espalhaste...está bem está!
Quanto ao vizinho da frente já olhaste bem para ele? Deve ser pior que o Mister Magoo...mas não quer dar parte de fraco e finge que vê muito bem, mas é por essa razão que passa pelas pessoas nas escadas e nem bom dia diz...não as vê e como ele todos os outros.
Conclusão: esse prédio foi feito para acolher os Magoos todos desse fimdemundo e vcs não tinham nada que se infiltrarem lá no meio. Agora aguentem!

Dualidades disse...

Fica descansada que não moram todos no teu prédio!
Eu também tenho alguns no meu!

Beijo.

Dualidades JP

mik@ disse...

lol :)
nao querendo ser mete nojo... cada vez gosto mais de morar numa casa.
é um santo sossego (quando a famelga nao anda aos gritos as 8h da manhã) e os visinhos tão a uma distâncoa mais segura.
bjo

Tita disse...

LOL imagem gira ahah

Jonix disse...

:) um prédio sem dúvida "maravilhoso" a condizer com a gente da terra :)

Venham para samora, pelo menos por aqui ainda se sente alguma calmaria e os vizinhos ainda conversam e interagem à moda antiga do alentejo com a cadeirinha á porta.

Cruxe disse...

Isso é o que acontece quando as pessoas mudam de "aldeiazecas" para as grandes cidades.... LOL

Jonix, em Samora conhecia os outros 5 inquilinos do meu prédio. Mas deixa lá que cada um tinha a sua pancada e preferia não os conhecer.... ehehheh.

Mas lembro-me dos 6 meses que morei em Setúbal. Conhecia 1 vizinho pq uma vez tivemos uma casual conversa de elevador enquanto ele subia para o 6º andar e eu para o 5º... e isso porque o elevador era dos antigos e levava uma eternidade a subir :P

Azul disse...

Eu divido o teu prédio com o meu.
Uma semana passo eu aí, outra aqui.
Só para tirarmos teimas de quais são os piores.

Risete?!?
Tadinha....

Rita disse...

No meu prédio tenho uma boa quatidade de inergúmenos mas ainda há um ou outro que escapa...

Ainda bem que não tenho mais filhas porque podia calhar-me um Risete!?!
Jokas

Pearl disse...

Bolas... com vizinhos assim, mais vale vivermos isolados!!
Irraaaaaaa!!!
Mas sabes, é estranho... eu vivi na Amadora (mesmo no centro da cidade num prédio com 40 apartamentos)quase toda a minha vida, por vezes deixei o carro com a porta destrancada, e cheguei lá no outro dia com ele intacto, e creio que houve uma vez que deixei a janela aberta e um dos vizinhos me foi tocar á campainha... devo ser uma excepção!
(Mas, pode ser que ainda haja esperança!)
;o)))***

elvira carvalho disse...

Bom nós somos só 8 no meu prédio. E embora haja aqui umas três aves raras que não se deviam integrar no meu meio ambiente, os outros 5 não incomodam ninguém. E sim já duas vezes o maridão deixou as chaves na porta,( e as chaves fazem parte da carteira) e tocaram-me a campainha para avisar.
Um abraço

BlackStar disse...

Vivo numa casa geminada... Aqui há dias entrou uma lagarta cá em casa; para a conseguir fazer regressar ao seu habitat (longe da minha casa) fartei-me de gritar... (Achei que os berros ajudavam), mas nenhum dos habitantes da casa ao lado me veio acudir... Nem é nada grave, mas na casa ao lado até são da minha família! :S

MiSs Detective disse...

a historia que foste inventar so para por ai o nome da mulher informática que se chama risete és TÃO pérfida!