segunda-feira, 25 de maio de 2009

Partilhar a nossa existência com adolescentes é do melhor que há. Com crianças é bom, mas com adolescentes...
Ora, hoje, sai-se uma com este belo comentário relativamente à questão das Europeias e do constante convite ao voto que nos é feito pela rtp: Ai eu cá não voto! Olha agora...uma pessoa depois não pode contar a ninguém, nem nada.
Aturdidos? Confusos? Com vontade de lhe dar uma traulitada na mona? Ponham-se na fila.
Depois há a questão da vizinhança. É muito bom morar num prédio em que vive (pelo menos) uma criatura de 15 ou 16 anos. Primeiro porque aprendemos a gostar de acordar ao som do Justino Timberlake. E isso é muito bom. Depois, habituamo-nos a ignorar os toques de campainha do resto da troupe da adolescentezinha: eu posso até estar em casa, mas não sou porteira, logo...O que nos confere uma capacidade muito, muito zen. Sabem enfiar a língua pelo esófago dos namorados no meu hall de entrada? Pois lembrem-se de apanhar a chave.
Depois temos o adolescente diametralmente oposto: nunca o vi e está a aprender a tocar clarinete. melhor que o Justino só mesmo uma bela escala mal tocada. Sinto-me num filme francês todos os sábados de manhã. E é persistente, o estupor, porque já bastantes vezes o mandei calar e ele faz uma pausa e volta a desafinar até perto do meio-dia. Mas não se orienta uma playstation para o moço?

3 comentários:

Pedro disse...

Alguém está deserto para mudar de casa...

Sorcha disse...

então e que tal: comprares uma casinha assim isolada? Uma moradia? Uma quintinha?
É que a viveres aí, com essa vizinhança, qq dias viras serial-killer...

Anónimo disse...

Eu tenho o mesmo problema, a sorte é que as 6.ª piro-me para a aldei para poder recuperar as noites mal dormidasda semana, então quando chega o Verão... bem parece que há gente que não faz mesmo nada na vida, passam o dia e a noite na esplanada debaixo do meu quarto.
é mto triste não poder descansar dentro da nossa própria casa não é?

Desculpem a invasão e o desabafo

Cumprimentos