domingo, 21 de outubro de 2007

Caos na cozinha


Mariazinha arma-se em dona-de-casa e resolve comprar chocos para fazer feijoada. Mariazinha depara-se com um obstáculo: desconhece a maneira de transformar aqueles coisos cinzentos em tirinhas branquinhas e limpinhas. Liga à mãe.

- Ó mãe, como é que se arranjam chocos?

- Compraste chocos?

- Sim...

- Eu bem te dizia Maria ***** (não é uma asneira, é o meu nome...) para aprenderes a fazer estas coisas e tu-teimosa dum raio- nunca querias...agora é que é ai, ai...

- Porra mãe, como é que é e o que é que tenho de tirar de dentro do bicho?

- Então, primeiro que tudo tiras as vísceras e a bolsa da tinta e depois tiras a pele escura à volta.

- Ah é assim tão fácil?

- É.


E enquanto dizia "É", pareceu-me ouvir um riso maquiavélico, mas não liguei.


Sem avental nem nada, Mariazinha resolveu atacar os chocos munida apenas de uma tesoura de cozinha. 1 hora depois tinha a t-shirt toda salpicada de tinta e os chocos transformados em metade do tamanho. Mental note: não voltar a considerar estas coisas da cozinha fáceis porque mamãe lança uma praga e depois é isto que se vê...

Domingo de manhã, Mariazinha põe-se a cozinhar a magnífica iguaria que estava habituada a comer em casa da mãezinha: feijoada de chocos.

Com todos os preceitos, e seguindo a receita à risca (situação inédita!), eis que Mariazinha serve uma magnífica feijoada de chocos com coentros e tudo e tudo.

Eskisito, o cromo cá de casa que só comia omeletes com queijo se eu deixasse, aproxima-se do fogão e diz:"Blergh!"

Eu até percebo que o gajo não goste de chocos por aí além, mas dizer blergh depois da epopeia que eu passei a arranjar os malvados dos bichos, isso já é demais.

E lá foi ele fazer a porcaria da omelete...enquanto eu degustava a magnífica refeição que andava a adiar há 10 anos.

16 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

Fez ele muito bem, afinal sempre é necessário que fique alguém capz de conduzir até ao hospital...

Gata Verde disse...

Faz como eu,quando quero comer algo diferente vou com o rafeirito à casa da mãe!!!
Não dizem que não há comida como da nossa mamãe???

Bjs

ariba disse...

Ups...fizeste-me lembrar alguém...Mas aposto que te soube mesmo beeeeemmmm!!! É curioso porque ainda hoje disse ao meu moço que me andava a apetecer feijoada de chocos...telepatia?!

Bon apétit!!

Thunderlady disse...

Nunca fiz feijoada de chocos. E só comi um avez (shame on me...!).

Ando para fazer cozido à portuguesa desde que vim para cá e nunca fiz. Shame on me!

wingless angel disse...

lolollol, gostei da história... simples mas cheia de humor... dois comentários:

1- Amor na sua faceta culinária a quanto obrigas...

2- já alguma vez ouviste falar em tiras de choco, congeladas...que se vendem assim...em qualquer supermercado? Eu adoro cozinhar e gosto de uma feijoada de chocos... e sim, o sabor é o mesmo... o trabalho fica pela metade e o amor pelo inteiro;)

Marina disse...

Bleeeeeeeeeeeeeeeeeeeergh!
Que eu tb detesto chocos e outras coisas moles que tais como lulas e polvos e afins...
E em casa da minha mae, tambem nao ha, e ainda bem!

Mas pronto, parabens pelo esforço!
Que eu, um dia, tambem hei de aprender a cozinhar à seria!

Azul disse...

Ah, agora já percebi o comment do rafeiro lá no tasco do EsKisito, relativamente aos chocos!!!

Pois, minha linda , eu faço uma feijoada deliciosa com os chocos que o Azuão vai apanhando...agora, quanto a prepará-los, a conversa já é bem diferente.
Arranjo sempre maneira de convidara alguém que perceba do assunto, porque eu nem sei e nem quero saber como s e amanham os bichos.
Belhargggggggggg!

MiSs Detective disse...

mas saiu bem ou nao??

wednesday disse...

Com essa descrição até me ficou a apetecer comer...

Daniela disse...

Quando não se desiste, consegue-se tudo!
beijinho

Aisling disse...

Também não sei fazer, mas normalmente não deixo passar uma oportunidade de comer tal delícia! ;)

Rita disse...

O Eskisito só pode mesmo ser equisito, recusar um bela de uma Feijoada de Chocoes em troca de uma omolete de queijo.
Adoro feijoada de chocos...
Jokas

Para sempre, Maria disse...

rafeiro:

O menino está convidado a vir cá a casa comer a minha feijoada. E depois dizes se é para ir para o hospital...(só se for por causa do olho negro)
beijo

Gata verde:

Ai a casinha da mãe...onde se comem coisas que já vêm arranjadinhas e sem tripas e coiasas esquisitas...beijo

ariba:

Telepatia...será?
E olha que se a telepatia tivesse cheiro...hummm...beijo

thunderlady:

Está mali!
Choquinhos são bons de toda a amneira...
Cozido, isso aí já é do departamento do gajo.beijo

wingless angel:

Há tirinhas de choco mas são mais duras que o Deus me livre!
beijo

marina:

Eu sou um espírito criativo na cozinha, invento TUDO! O que significa que a parte de cozinhar "à séria" não é tanto assim...
beijo


Azul:

Eu comprei-os na esperança de a minha mãe vir cá entretanto e arranjá-los...mas ela trocou-me as voltas...e depois olha, não é assim tão mau.É só nhec, nhec!beijo

Miss detective:

E isso pergunta-se? Ficou de lamber os beiços!
beijo

wednesday:

Pois...é melhor ir beber mais um copo de chá a ver se esta vontade me passa...snif
beijo

daniela:

Não me parece que consiga pô-lo a comer chocos...
beijo

aisling:

é muito fácil...desde que arranjem os chocos por ti!
beijo

Dina disse...

Estou? Mãe?? Olha como é que se faz...blá,blá,bla!
Esta conversa repete-se vezes sem conta...(tb são duas )por isso deixa lá que não és a única.
Mas também te digo que as lições de culinária deram algum resultado porque ainda ontem almocei um bacalhau com natas e camarão, invenção da filhota mais nova, que estava uma delícia.

Para sempre, Maria disse...

rita:

Eu nem sei como é que ele gosta de mim!
É que se não gosta de coisas de qualidade...
beijo

Dina:

E a minha mãe não admite mas gosta que eu lhe telefone e admita a minha ignorância...é para as vezes que eu lhe corrijo as mensagens escritas. Cada macaco no seu galho!beijo

pensamentosametro disse...

São coisass que acontecem a quem tem gajo...Olha Maria já vendem as tirinhas de choco cortadas e tudo nas peixarias dos hipers e até congeladas, para a próxima é menos essa "batalha".

Tita