sábado, 13 de setembro de 2008

Não me cabe um feijãozinho no...

Eu sabia que havia um motivo para ter um blog, caneco! FAZER-VOS INVEJA!!!! Muahahahahahahahahahahahahahah...
Ora, ontem fui ter com o meu irmão ao parque fechado do Pax Rally (ah pois! Haja um na famelga que se safe!), e um senhor grandalhão alemão, que fazia parte da equipa de assistência dos outros dois senhores grandalhões alemães, convidou-me a conhecer a cabine do camião! Esquecendo a componente engate reles, foi uma coisa muito fixe. Ele disse inside, abriu-me a porta e riu-se com aquela cara de quero ver agora como levantas o nalguedo até ao primeiro degrau. Cabrão; Mas lixou-se, porque eu subi! (Com a ajuda da mãozinha do meu rico marido naquela zona que cada vez me pesa mais...)
Entretanto, hoje, cumprimentei a Senhora Dona Simone de Oliveira e pedi-lhe um autógrafo. Desde criaturinha que tenho um fascínio pela senhora e posso dizer que adorei a simplicidade e a ternura.
O espectáculo em si foi muitíssimo bom. Conversas de camarim é um cair do pano entre os actores e o público. São duas horas de pura entrega. Sou suspeita quando digo que foi das melhores produções que vi no Sá da Bandeira, mas acreditem que vale a pena irem ver pelos vossos próprios olhos.
A esta hora não me apetece digitalizar o autógrafo, mas amanhã trato disso.

5 comentários:

elvira carvalho disse...

Ora ainda bem, haja alguma coisa nesta vida cada dia mais difícil que nos torne felizes.
Um abraço e bom Domingo

mik@ disse...

ola
olha o alemão manhoso. chegaste para ele!eheheh
tb gosto muito da simone de oliveira :) grande senhora.
bjinhos

Ana Castro disse...

Curiosamente também gosto da Simone de Oliveira, não sei bem porquê. Transmite-me uma sensação de força e de muita coragem...

Mo disse...

Ora aí está uma senhora por quem tenho também uma grande admiração :)

Luazinha disse...

Tá respondido!!