sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Anti-stress.. my ass!


Sinto-me agastada(esta soou a novela brasileira), cansada e terrivelmente irritada. Sinto que não mereço tal provação na minha caminhada enquanto mortal.

Já estou farta de tentar fazer ver aos meus coleguinhas que as condições de trabalho não melhoram por andarem a dizer piadinhas parvas nos vestiários. Acabou-se. Não vou voltar a armar-me em comuna porque aquela gente não fala a mesma língua que eu. Tenho dito. E escusam de me dizer que são "coitadinhos" e que "não têm opções na vida" porque nem uma nem outra afirmação corresponde à verdade. O que para aí não falta são diplomas tirados à parva (sejam eles do 9º ou do 12º), e as empresas de trabalho temporário constituem uma alternativa satisfatória.

Anyway... agora tenho outra chefe. Já mencionei que aquela bodega tem mais chefes que o raio que os parta? Pronto, agora tenho mais uma. E é uma parveca do pior. Daquelas que são tão boazinhas, mas tão boazinhas, que irritam uma pessoa. E boazinha o tanas, é mas é parva!

"Ó Maria, vai tu cortar aqueles blocos de gelo em forma de espetada de lula com aquele facalhão afiado. É que a L.(Florbela Espanca) é capaz de se cortar e tenho medo que ela se aleije."

Ah pronto, então 'tá certo! Eu até estou a pensar organizar um movimento..."Vamos salvar os esparvoeirados do país"! Tudo para que a menina não corte um dedinho!

Mas quê? Os dedos dela são mais preciosos que os meus??? Vão -se lixar! Passei-me da marmita e aquilo é que foi pregar marretadas nas espetadas!Já agora, não comprem espetadas de lula da marca "Master chef" sem olhar bem para dentro dos sacos.

Anyway... 2ª feira volto à carga, agora vou descontrair e furar o bonequinho que fiz com as luvas descartáveis e que tem a forma de uma fuínha com óculos...


Mudando de assunto.

Como eu sou uma gaja rija e cheia de energia (pois, 'tá bem), dou explicações ao fim do dia...a uma miúda disléxica! Ao início pensei que seria demasiado puxado, agora já não. Acho mesmo que o que me faz manter a sanidade mental é aquela horinha vespertina em que recordo quem sou. Uma espécie de alegoria da caverna. Felizmente ela está a melhorar e ao fim de uma dúzia de aula posso afirmar que a V. já lê com alguma desenvoltura e confiança. Ao menos isso.

Estou mesmo cansada...porra para isto.

9 comentários:

Ninica disse...

Curiosamente eu hoje fui ao hospital e espetaram-me uma pulseirinha parecida com essa....só que verde...pois, doente não urgente..se eu sobesse que tinha esse efeito...(o anti-stress...).
Calma Maria, vais ter um fds do caraças para relaxar...Ou se calhar...pronto, já tou calada!!!!!
jokas bué grandes!!!!

Miss Alcor disse...

Que chatice!
Realmente!
Mas uma coisa é certa: o ambiente de trabalho não depende da quantidade de canudos que existem por m2, mas da humildade e honestidade das pessoas.
Só digo isto, porque já trabalhei numa fábrica de roupa (sim, também havia muitas floribelas!) e já estagiei num hospital público!
Se no primeiro lugar me aborrecia com a estúpidez histórico/literária, no segundo lugar... bem, sem me alongar muito, porque é uma história muito longa: nunca na minha vida fui tão humilhada e tão maltratada! NUNCA! Nem quando estive naquele maldito do call-center, em que me sentia um vegetal! Ao menos havia respeito!
Eu sei que as desgraças dos outros servem para tudo, menos para encontrarmos força interior.
Mas digo-te isto: Força. Força aí, porque que o importante é viver. Tenho a certeza que tens muitos do teu lado que te animam os dias e o espírito.

Benfiquista disse...

E dar boleia à Florbela???
Hummm......não me parece!
LOOL

Beijos do "Colega"

Para sempre, Maria disse...

ninica:

Vai ser um fds do caraças no que respeita às caipirinhas e à companhia do pessoal, porque a parte de ter que levar com a sogra...enfim...
Logo calha não ter net móvel para me entreter...
beijo

ps:Que raio se passa com a tua saúde???

Miss Alcor:

Ali há de tudo um pouco...desde pessoas impecáveis (uma percentagem ínfima) e pessoas absolutamente execráveis...
Eu sei que a escolaridade não é tudo, mas ajuda um bocadinho grande.
Haja pachorra...
beijo

Para sempre, Maria disse...

Benfiquista:

Não me puxes pela língua!Olha que eu começo a disparatar!

beijo

Stôra disse...

"É preciso ter calma..." como diz o outro.
Aproveita o fim de semana ;)
*Beijinhos*

O Livreiro disse...

macavenca:
ganhas-te um prémio, passa por lá

bjufas

Dina disse...

Eu sou uma sogra boazinha...será porque só tenho filhas? Será que quando são os seus meninos as mãos se tornam umas sogras chatas?
Maria tu és uma pessoa inteligente e com sentido de humor, tira partido disso.
Boas caipirinhas, queria dizer bom fim de semana!

Rita disse...

Oh Mariazinha,
Isso por aí não anda fácil nem para ti nem para o Eskisito. Tens que ter calma e ver as coisas pelo lado positivo, lá para Setembro vens-te embora e eles têm que continuar lá... Aquele mundo não é o teu mas é o deles.
Jokas Grandes e Força