quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Like a knight in shining armour


É verdade. Eu admito. Apesar do que se possa pensar eu não sou uma déspota e custa-me levar o bicho para lhe coisarem os tintins. É verdade. Faz-me comichões pensar que ele vai deixar de ser este gato com ar de delinquente para passar a ser uma flor de estufa mariquinhas. E balofo. Isso é que deve ser estranho de ver.

Isto para não mencionar a vegonhaça que vou passar quando ele atacar a médica, a assistente, as tartarugas da montra, e tudo o que lhe aparecer pela frente, ou por trás, ou à mão de semear... Ela diz que não, que "existem técnicas". Pois deixa. Fia-te na Virgem e não corras.

Eu já disse que não me responsabilizo pelos danos causados. Responsabilizem as "técnicas"...

Assim como assim, vou levar a minha. Just in case...

9 comentários:

Miss Alcor disse...

A anestesia resolve esse problema... vais ver que vai correr bem!
Olha, a mim custou-me bem mais levar o meu gato ao veterinário para ele lhe coloacr um arame a segurar os dentes, quando uma besta quadrada aqui da rua (que ainda hoje não sei quem foi, mas desconfio!) lhe deu um pontapé.
Pensei que ele ía morrer!
Acredita que é uma cirurgia limpinha! ;)

SaltaPocinhas disse...

ainda bem que resolveste ir ao vet e não fazeres tu o serviço, tadinho do lucas!
eu nunca mandei castrar nenhum gato mas já tive 2 castrados depois de terem sido atropelados e estropiados e... se isso mantiver o bicho mais calmo, não tem grande mal. Se ele já vive num apartamento sem poder sair é melhor então que nem lhe apeteça!
os meus sempre andaram por aí à solta e nesses casos não acho nada bem castrar os bichinhos...

maria cunha disse...

Maria,

se realmente é necessário... eu conheci (pois...) um gato, de seu nome bino, que mesmo castrado fazia a corte a todas as gatas da rua...

agora deixa que os profissionais tratem do assunto... e não te sintas mal com isso... é uma necessidade...


beijos

Diabba disse...

hihihihi o Esk. deve-se sentir pior que tu, solidariedade de macho!

beijo d'enxofre

Dina disse...

Concordo a 100% com a Diabba.
Quanto a essa coisa que vais fazer ao bicho...quando vai ser?
Bj

Para sempre, Maria disse...

miss alcor:

Grunhos do caraças.
Até fico doente com estas coisas...
beijo

Saltapocinhas:

Ele anda impossível há para aí um ano!Só que agora é que começou a marcar território...tem MESMO de ser.
beijo

Maria:

Ele que faça a corte toda que quiser...desde que o meu sofá se mantenha limpinho!
beijo

diabba e dina:

ele diz que não. E acredito que não. Mas a senhora do consultório disse-me que ouve um senhor que se fartou de chorar quando foi castrar o bicho...malucos...
Amanhã às 11 da manhã.

beijo

Rita disse...

Qual flor de estufa qual quê???Onde é que está escrito que a macheza se mede pelos tintins??? Além disso os tintins ficam lá, o recheio é que vai à vida. Como te disse o meu já foi castrado à 5 ou 6 anos e continua uma elegância e o mesmo maluco de sempre. E não te preocupes que eles têm mesmo técnicas porque senão o gato da minha mãe que é mau como às cobras nunca tinha sido castrado porque tinha acabado com a raça do veterinário. Éta gato arretado...
Jokas

Azul disse...

Como ando atrasada...

...só digo que estou farta de rir!!!

Para sempre, Maria disse...

rita:

O gajo está, de facto, o mesmo serzinho do contra de sempre.Ainda bem!
beijo

Azul:

Havias de ter visto o nosso dilema com a mjufa. Aí é que tu te rias!
beijo