terça-feira, 22 de julho de 2008

Amigos:

Primeiro, deixem-me agradecer-vos a força que me têm dado, quer via msn, quer através do telefone. Obrigada, a sério.
Ora bem, o meu pai foi sujeito a uma angioplastia coronária na sequência de um enfarte. Tudo correu às mil maravilhas, com o senão que estamos perante um alentejano casmurro que não consegue estar quieto e obedecer aos médicos. Feitiozinho do catano. Resultado: tem de ser submetido a nova intervenção-semelhante à anterior- de forma a prevenir novo episódio de enfarte, mas como não sossega e não come a comida do hospital por ser deslavada (!!!!!!!!!!!!!!!), está com a tensão baixa e tem picos de febre. Resultado: está internado há mais tempo do que era suposto, tudo graças ao seu valente feitio CASMURRO. Ai o meu cérebro...
Amanhã, se tudo correr bem e se a febre não voltar será então feito o tal procedimento- cateterismo não sei quê.
Entretanto, voltou para os cuidados intensivos para estar a soro (CLARO!) e para estar constantemente monitorizado no que à tensão arterial e enzimas diz respeito.
O House mudava de profissão se apanhasse o meu pai como doente. Era de caras. Ah, e esqueci-me de mencionar que foi obrigado a deixar o tabaco. Ora, considerando que tem 66 e começou aos 9...Senhores doutores e senhores enfermeiros do Hospital de Setúbal, pachorrinha é que é preciso.

15 comentários:

Teresa disse...

Força, Mariazinha, força!

É uma alentejana casmurra a falar com outra alentejana casmurra sobre um alentejano casmurro... :)

Há-de correr tudo bem.

Grande beijo.

sofia disse...

Espero que melhor rapidamente. Força

Rita disse...

Coitados! Até tenho pena do pessoal hospitalar estou mesmo a ver. Não percebo porque é que quando chegam a uma certa idade temos que começar a tratá-los como crianças, ralhar com eles e pô-los de castigo...
Jokas e que corra tudo bem

Pearl disse...

ESPERO SINCERAMENTE QUE RECUPERE DEPRESSA!!!
por dois motivos:
1º pela saúde dele
2º pela paciência que deve ser necessário ter com aqueles que amamos sem medidas...

Tenho um Pai igualmente casmurro, e com quem é preciso lutar para seguir ordens médicas, mas são coisas que fazemos de bom grado por aqueles que amamos...

:o)))***

Blackstar disse...

Entendo-te bem...

Correrá tudo pelo melhor... Um beijo enorme!

Pedro disse...

Só hoje consegui pôr a leitura em dia; fico contente de saber que correu bem e faço votos que corra tudo pelo melhor. E confiar no pessoal médico do Hospital de Setúbal, pois sei, de experiência própria, que o serviço de Cardiologia funciona mesmo muito bem e que são extremamente competentes! Força!

Luazinha disse...

FORÇA E ESPIRITO POSITIVO!!
Kiss

Dualidades disse...

Irra, alentejano casmurro! :o)

Tu dá-lhe nas orelhas!

Dualidades JP

Sahara disse...

Olha que isso da casmurrice deve ser mesmo uma característica alentejana, a minha avó é igual!
Espero que corra tudo pelo melhor.E há-de tudo ficar bem. Ainda hás-de ver o teu pai a comer macrobiótica! :P
Beijo.

Restelo disse...

Continuação das melhoras do teu pai. E tu: força SUPER-MARIA!!!

Dina disse...

Já percebi onde é que uma certa pessoa foi buscar os seu feitiozinho...
Agora a sério, espero que tenha corrido tudo bem e continua a dizer não sempre que for preciso porque eles tornam-se especialistas em chantagem emocional...e olha que eu falo por experiência própria.

MCA disse...

Aaahhh então isso do feitio aí tb é de família? :p :p :p
Estou a brincar contigo ;)Olha, fikei feliz de saber que já está tudo melhor, eu tenho torcido todos os dias por ele!
Tens aí uma luta pela frente mais a tua familia, mas vai correr tudo bem :)com mil canecos, isso é mto ano a fumar... ele vai ficar rabugento... vai vai :)
Beijo enorme linda!
Força e saúde pa ele :)

ariba disse...

Força Maria valente! E muitas gomas de nicotina para o teu papá! Não há-de ter passado de um enorme susto, mas agora há que ter cuidado e mudar alguns hábitos!

Beijinhos.

Anónimo disse...

Vá, Mary.
Um beijo com a força daqueles que me envias a mim quando achas que eu preciso.

Teresa

mik@ disse...

que melhore depressa :)
bjinhos