segunda-feira, 14 de julho de 2008

Assim é que é!

Ouvi hoje, que os senhores moradores da Quinta da Fonte são ser realojados recorrendo à Segurança Social. Os senhores moradores são de etnia cigana, e afirmam estar com medo de continuar ali, devido ao clima de insegurança que os africanos criaram.
Pergunta da repórter no local (menina com um par deles que sim senhora...): Então e os senhores não admitem que parte da responsabilidade pelo clima de insegurança que aqui se vive é vossa?
Resposta do senhor de etnia cigana altamente indignado: Não admitimos coisa nenhuma. Nós não nos metemos com as pessoas.

Pois claro que não.

Mas o que devemos nós reter desta questão? A prestação da casa está elevada? É pegar na espingarda de canos cerrados e andar para aí a disparar como se não houvesse amanhã, depois pede-se uma casa ao Estado e fica-se com uma casinha nova. Claro que é requisito fundamental pertencer a uma qualquer minoria étnica, senão não nos safamos, porque isto de andar a trabalhar cansa e faz calos.

Assinado: Uma trabalhadora a recibos verdes que não tem direito a ponta de um corno.

(Edit: Fui a uma bomba de gasolina em Santarém, e estava um mercedes topo de gama estacionado no parque. Uma senhora de etnia cigana remexia no porta-bagagens, de onde se avistavam carradas de t-shirts manhosas. Já sem querer entrar na análise do óbvio, o que realmente me fez sentir vergonha desta bodega de país em que vivemos foi o facto da senhora em questão estar a vender as t-shirts a quem passava. Portanto: etnia cigana+mercedes topo de gama estacionado numa bomba de gasolina+venda ilegal= ???)

12 comentários:

Restelo disse...

Pois isto de "enganar" o sistema é que é...

Dina disse...

Com um retoquezito não achas que consegues passar por cigana? Talvez consigas "enganar" o sistema...:):)

Patrícia disse...

Enganar o sistema?
Olhe que sim!

1º de tudo peço desculpa por incomodar, sou uma aluna de 9º errg recem passada para o 10º ano, moro num bairro social e antes de ter esta casa pode crer que muitas vezes tive vontade de ir ameaçar o presidente da camara.
Aqui no Porto as coisas não funcionam assim é esperar e desesperar até que alguem se mexa, eu esperei 3 anos por uma casa há quem espere 7 anos.

De facto este país está cada vez pior, mesmo que a casa esteja a cair e uma das pessoas que mora lá seja uma doente oncológica nada vence o facto de se ser duma etnia!

Beijos e desculpe

Loira - loiradistraida.blogs.sapo.pt disse...

E no domingo quando perguntaram a um porque é que foi arrombar os prédios novos, ele respondeu qqr coisa como: Se a camara nao quer que a gente venha aqui arrombar isto, tem de pagar UMA ESTADIA à gente ai num sitio qqr!
Lindo!
Vou ligar para a camara a ver se nao me pagam uma estadia ai num sitio qqr, nem k seja so uma semanita em Agosto, sempre poupava nas ferias ;)

Rita disse...

Sempre podes alegar que tens um vizinho que te faz ameaças de morte e que por isso sentes insegurança, pode ser que pegue (já agora e para ajudar pinta a cara de negro)...
jokas

Luazinha disse...

Oh pá...eu estava a ver a reportagem e a revolta instalou-se... andamos nós a alancar que nem umas mouras para pagar um prestação que sobe a cada dia que passa, para que outros tenham casinhas novas em folha sem mexer uma palha... a não...desculpa eles mexem-se sim... não vou é dizer a fazer o q...
E sabes quem paga as casinhas novas dos srs que são mal tratados? Tu, eu e mais uns milhões q descontam para isto!!
VOU FUGIR PARA MARTE!!

Sofia disse...

E irem trabalhar para pagar uma casa como as outras pessoas todas?!

E suposto o estado dar casas a toda a gente? Tambem quero uma para mim para quando for ai de ferias! Nao me importo de esperar uns anitos. Alguem me sabe dizer onde e que me inscrevo pa receber uma casita?

miminhos da minha avo disse...

De facto isto está é cada vez melhor para quem não mexe uma palhinha! Onde trabalho é ver o pessoal a pedir para se preencher os papeis para o rendimento minino (rendimento social de inserção) há casos em que dizem inclsuivamente que se separaram para poderem pedir o dito, depois é ver as filas no dia do recebimento à porta dos correios e vê-las a irem directas para o café do lado tomar o seu pequeno almoço e fumar o seu cigarrito, não fazem nenhum nem precisam, têm casa do estado, "ordenado" do estado... trablhar para quê!?!?!??!? E ando eu e tantos outros que para além do seu trabalho honesto e sem horários (que isto de trabalhar horinhas certas e sair já não existe!) ainda chego a casa, tenho de fazer tudo e para tentar fazer face ás despesas vi-me obrigada a começar a cozinhar para fora, temos é de começar a abrir os olhos e fazer como esses, fazermo-nos de coitadinhos e o estado que nos arranje as coisas que isto de fazer pela vida a trabalhar a sério já não dá é nada a ninguém!!!

ariba disse...

Eu sei que é revoltante, mas a culpa não é das pessoas das tais minorias étnicas. A culpa é de um estado que promove as desigualdades para depois vir armar-se em herói em campanha porque vai realojar não-sei-quantas famílias. A culpa é de um estado hipócrita e injusto que penaliza cada vez mais quem trabalha para andar a dar cobertura aos que vivem dos lucros que nós damos e aos que furam as regras.
Se em vez de se andar sempre a dar peixe se ensinasse a pescar se calhar não havia tanta gente de rabo sentado ao fresco a viver do trabalho dos outros.

Este assunto dá-me náuseas! Só apetece fazer as malas!

AP disse...

Votem PS! Porreiro Pá!!!!!

Safira disse...

epá, eu também não suporto o meu vizinho de baixo. Será que se eu for à Câmara e fizer uma birra porque não quero morar perto dele me dão a vivenda dos meus sonhos?

Jonix disse...

E já se interrogaram todos(as) porque é que as coisas na vida são assim? Será que tudo o que parece é e o que não é parece? Não, não é filosofia barata, simplesmente acho que todos deviam abrir mais os olhos, pois vivemos num mundo de mentira e todos os dias nos controlam e atiram areia para os olhos. Se pensarem bem, vão ver que o mundo, e FALO MESMO DO MUNDO INTEIRO, é controlado apenas por meia-duzia de pessoas (aka: corporações). Essas mesmas corporações facilmente fazem mais ou menos crise, e são as crises, aliás o MALDITO DINHEIRO, que nos controla a todos. Digam o que disserem, não passamos de escravos do dinheiro, e somos tão bem controlados que atéa faz impressão. Há um ditado muito antigo que diz:

"o melhor escravo é aquele que julga que é livre"!!

Pensem nisto.