sexta-feira, 20 de abril de 2007

Mais 250 talvez não faça mal...

E para terminar o dia em beleza nada melhor do que entrar no pavilhão e ouvir atrás de mim: "O não-sei-quantos é gay!" repetido umas quantas vezes. Entrei, calmamente, na sala, respirei fundo e mandei-os entrar.
Aqui a pedagoga de serviço pensou: "Ora aqui está um belo momento de educação cívica!" Fiz perguntas e respostas sobre a homossexualidade, preparei-os para a diferença e para a uma vida recheada de escolhas e gostos...enfim, uma verdadeira artista da palavra!
Vai daí, e para dar início à actividade que tinha preparado, perguntei: "E então, ser gay, é mau?"
E adivinhem lá o que é que as criaturas me responderam: "É!É ser maricas!"
Como é que eu esquivei o ataque de fúria? Expliquei que Gay é uma palavra inglesa que significa alegre. E acabei por ali, antes que me enrolasse ainda mais.
E ainda acham que as aulas de Educação Sexual não requerem profissionais especializados...ah pois não!

3 comentários:

Xanu disse...

Que idade têm os mocitos? Em que ambiente são educados?
Infelizmente o preconceito continua a existir e não apenas nas classes considerados mais desfavorecidas, os meninos ricos não são diferentes.
Enfim...é o país que temos e pouca gente tem vontade de alterar as coisas.

Para sempre, Maria disse...

O pior é que quem iniciou a parvoíce foi a criança-prodígio, cuja mãe não leva em consideração recados respeitantes ao mau-comportamento...e são pessoas muito abastadas e esclarecidas. Não percebo...

Anónimo disse...

Olha miga..eu tenho um aluno que no dia que aprendeu a dizer essa palavra , n se cansou d dizer a tds:"Eu sou gay...eu sou gay..." sem q na realidade soubesse o verdadeiro significado da palavra! Fiz o possivel e o impossivel para q n gozassem c ele, mas infelizmente...este ficou marcado!