quarta-feira, 2 de Maio de 2007

A Maya, essa intrujona

Segundo os astrólogos cá do burgo, o signo de Sagitário tem um ano cheio de coisas boas, ele é sucesso profissional, ele é uma saúde de ferro, ele é uma carrada de Georges Clooneys aos nossos pés...enfim, a loucura. Ora, sendo que nos encontramos em Maio e a minha vidinha vai mais ou menos na mesma sinto-me um bocadinho intrujada.
Passo a explicar, em termos de saúde, este ano foi o pior da minha vida. Tive uma pneumonia ocasionada por uma meia dúzia de constipações curadas à laia de osga... e (deixem-me verificar...nop) o George não está aqui ao meu lado a ver o telejornal, logo...sobrava o sucesso profissional...pois, pois, o Oráculo de Bellini e as cartas da Maya não devem estar familiarizados com o estado da Educação (se calhar devia ter escrito com letra minúscula...) em Portugal, só pode.
Hoje, para não variar, estou com outro achaque: dor nas costas. Até podia explanar a parvoíce que ocasionou a bela da pontada ao nível dos rins, mas é melhor não...enfim, digamos que foi outro achaque que levou a este, mais ou menos por volta das 2 da manhã. E não foi nada disso que possam estar a engendrar, nada mesmo.
Bom, hoje é dia de dar teste às criaturas e eu pensei que até era uma boa maneira de curar as dores por não ter de andar a cirandar de um lado para o outro das salas, nada mais equivocado!
Ora, é certo e sabido, que em cada turma há sempre 1 artista que gosta de se armar em chico-esperto. Nesta turma são 16.Isto é, todos. É uma sorte eu não disse?...
Estavam já todos com o teste à frente e eu lá me fui sentar com o cuidado de não demonstrar as dores atrozes nas costas...nunca baixar a guarda, NUNCA! Começo a ler o enunciado e a explicar e há um que começa:
- Ó teacher, hoje não anda aqui de um lado para o outro?
- Cala-te se faz favor e ouve.
Ao que a chica-esperta da esquerda responde inchada:
- Não vês que a teacher está doente?
- Caluda se faz favor. Ouçam o que eu estou a dizer, olhem que eu não repito!
- Não 'tá nada, pois não teacher?- e a veia da testa da teacher a começar a latejar.
-Há dúvidas?
Ouve-se então o sonoro NÃO do costume seguido do dedo no ar do chico-esperto de há bocado. Dada a minha condição, pedi-lhe para se aproximar que eu explicava, ao que ele riposta:
- Ah então sempre está doente!- tipo, contente e tal!
- Ó ...... tu vê se te calas com a conversa senão vou eu aí e nem o teste fazes!
- Eu bem te disse que ela estava doente- ouço dizer baixinho a chica-esperta da esquerda.
Agora digam-me lá, há condições? Não há.
Pior...ao despedir-me o intrépido do fundo sai-se com " Como é que se diz "Boas melhoras" em Inglês?"

8 comentários:

Anónimo disse...

Tás a ver...as tais criaturas até querem q tu melhores!!!!
Eles até gostam de ti..coitados...
AH! As melhoras!
BJ Sandra

Formiguinha disse...

Não sei qual foi o teu motivo, mas eu hoje acordei toda "derreada", lá ando eu outra vez a relaxantes musculares - mas a trabalhar que é o que as pessoas masoquistas fazem....

Xanu disse...

"Teacher" sofre!! :):)
Quanto a dores nas costas e afins...pensava que isso era só para o pessoal da minha idade, eu acho que até aos 40 não tive dessas coisas...vocês andam a tratar-se mal ou quê??
Quando fores a Elvas, dás um saltinho a Badajoz e compras spray Reflex (se calhar cá tb já há) é tipo spray milagroso utilizado pelos futebolistas e sempre vais um pouquinho mais direita e não fazes tantas caretas durante as aulas.
As melhoras!!
Bj

Xanu disse...

Ah é só para acrescentar que o meu maridinho concorda contigo no que diz respeito à Maya...

Morsa disse...

Maria, aqui o Morsita, também Sagitário como Toi Même, acha que a coisa aqui pra este lado tb não anda famosa, pelo que propõe um processo em cima das trombas da Maya, que além de feia e alcoviteira é mal educada pra caramba (senti isso na pele no Buddha)!
Topas?

Beijinhos

Para sempre, Maria disse...

Bora lá então!
Sempre dá para ganhar umas massas.
bj

Anónimo disse...

Hahaha..educadinhos, não?Por que será que nos calham sempre os índios??" Cat

Ana Leonor disse...

Adorei! Só rir... eu cá tb me sinto um bocado intrujada pelas cartomantes, que todos os anos me dizem que é neste que vai aparecer o homem da minha vida... "agora é que é!", "não, este ano é que é!"

...