quarta-feira, 23 de maio de 2007

Não é justo passar por isto todos os meses...e não me refiro à falta de dinheiro

Esta altura do mês não é fácil para nenhuma mulher...(Ninica, estás de acordo?)

Eu sei que devia fechar-me em casa nestes dois ou três dias em que ando insuportável, mas o que querem? Não sou rica, logo, tenho mais é que tomar uma caixa de Triffene e é aguentar e cara alegre.

O episódio de hoje é um sinal de que a tal lei inglesa que dá a possibilidade das mulheres faltarem ao trabalho alegando Síndrome pré-menstrual é, de facto, visionária e muito bem esgalhada.

Passo a explicar:

Espaço: sala de uma turma de 1º ano
Tempo:15h30m
Intervenientes: Eu e a Psicóloga da escola

- Boa tarde.- digo eu, com um evidente mau-humor ao entrar e a dar de caras com a amiga psicóloga a confortar o demónio que esborracha caracóis.
- Olá!-diz-me a amiga dos pobres e oprimidos- Hoje tem cá uma aluna nova! -ihihihih hilariante, penso eu.
- E a aluna tem um problema na tiróide não?

6 comentários:

Peste disse...

lollll

k maldade!!

hehehe

Para sempre, Maria disse...

Eu sei...
Mas esta gente que rotula de "hiperactividade" e "défice de atenção" a pura falta de educação...faz-me nervos!
A moça até nem é nada pretensiosa...o problema é que o fio que liga o cérebro à boca desligou-se momentaneamente.Acontece-me regularmente, depois arrependo-me.
Mas sabes que mais? Ela não percebeu...

Beijo

Rafeiro Perfumado disse...

Nesses dias quem gostava de andar escondido era eu! Fosca-se, que qualquer palavra ou gesto ou mesmo respirar mais profundamente pode originar o meu espancamento!

Maria Cunha disse...

Não é justo mesmo... como eu te compreendo :(

Rita disse...

Eu há algum tempo que não sei o que é isso, fisicamente porque o mau humor mantém-se, com a agravante que sem os outros sintomas não sei se o mau humor é porque estou mesmo de mau humor (sou gémeos e às vezes acordo com a gémea má) ou se é um efeito secundário mensal...

Teresa disse...

Devo ser uma anormalidade digna de ser estudada em laboratório: nunca notei quaisqueer mudanças de disposição. Umas dores, sim, mas nem smpre, e perfeitamente suportáveis, sem necessidade de recorrer a remédios.
Também não posso ter azar em tudo, não é?

Um beijo e bom fim-de-semana.
O Hier Encore não está esquecido.