terça-feira, 8 de maio de 2007

Qualidade de vida o catano!

Quem vive numa terra pequena como esta tem de se habituar a cenas bastante inusitadas. Ontem foi a aventura da compra do Público. O belo do casal armado em saudável resolve ir a pé para a escola, entretanto, à saída, ao invés de andar os 200m de regresso a casa tem de passar por cada canto da vila que, a pé e com o calor que se fazia sentir, mais parecia o Sahara.
Hoje, são 14h e não há água. Nada de estranhar, visto que ontem aconteceu o mesmo: ao passar em frente a uma bomba-de-incêndio escancarada e a jorrar água até à berma oposta pareceu-me logo que havia buraco. Ontem passou, pronto, pensei que fosse algum acidente de percurso de alguma obra mal pensada. Mas hoje aconteceu o mesmo. Sem qualquer aviso prévio, a não ser a famigerada bomba novamente a gastar água à parva.


Foi demais. Pelo menos desde o quarto para o meio-dia que isto estava assim. Isto de lavar a alface e fazer arroz com a água que estava no frigorífico é estúpido. Acabei de fazer o almoço (a pilha de loiça mantém-se no lava-loiça) e atirei-me ao telefone. A criatura do outro lado atendeu mesmo sendo hora do almoço! Ao menos isso. Quando lhe perguntei o que se passava com o abastecimento de água na minha casa responde-me que houve um corte que afectava a minha rua e mais 2, das 9 da manhã às 3 da tarde. Até aí já eu tinha chegado. Então repliquei que, tipo, convinha avisar a população afectada, porque era hora de almoço e não sabia que iria faltar água. Ao que ela me responde que a população tinha sido avisada ontem com um aviso que foi distribuído pelas residências dessas 3 ruas. Ora se eu lhe disse que não tinha sido avisada...se calhar não recebi o aviso, digo eu. Respirei fundo, contei até 10 e agradeci a fabulosa informação que esta funcionária da Câmara tinha acabado de me ceder.


Agora vou pôr os pés ao caminho para pedir o reembolso do almoço ao Sô Presidente por não ter tido condições de o preparar em casa. E entrego-lhe uma resma de papel para que, para a próxima, eu tenha direito a aviso de suspensão do serviço de abastecimento de água.

4 comentários:

Dina disse...

Não se pode ter tudo não é? Qualidade de vida com conta peso e medida para não te habituares mal. Hoje tiveste direito a pouca poluição...um solzinho esperto (até demais!) e também querias água??
Leva isso na desportiva...que há sítios onde isso acontece com muito mais frequência.E já agora é melhor encheres uns garrafões não vá o diabo tecê-las, sempre ouvi dizer que não há 2 sem 3...

Benfiquista disse...

Um concelho!!!!.............Suícida-te

Rafeiro Perfumado disse...

Isso seria, no mínimo, de "macho"!

Anónimo disse...

Há sempre uma amiga q te diz:
«tem calma, respira e conta até 10!»
Afinal parece q de vez em quando funciona...
Sandra